UTILIZAÇÃO DO COMÉRCIO ELETRÓNICO POR ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE ALUNOS DO BRASIL E DE PORTUGAL

Ana Carolina Andrade, Lilian Martins, José Alexandre Martins, Glauciene Martins, Vitor Roque

Resumo


Com o desenvolvimento das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), as formas de fazer negócios modificaram-se. Surgindo em 1979, os primeiros indícios do comércio eletrónico, o e-commerce, termo originário do inglês, proporcionou uma nova maneira de fazer trocas de bens e serviços através da Internet, utilizando dispositivos eletrónicos. Atualmente, consumidores, empresas e instituições governamentais fazem negócios por meio dos meios virtuais de forma online. O comércio eletrónico cresce muito a cada dia e aumenta o número de pessoas (consumidores) que passam a aderir às compras online. O presente artigo tem como objetivo conhecer os hábitos de consumo online dos estudantes de nível superior de duas instituições de ensino, uma no Brasil, o Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG) e outra em Portugal, o Instituto Politécnico da Guarda (IPG). A partir da pesquisa efetuada, verificou-se que o comportamento de consumo online dos estudantes de ambas as instituições é semelhante, verificando-se apenas algumas variações em situações pontuais

Palavras-chave


Brasil; Comércio eletrónico; Estudantes; Ensino Superior; Portugal

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.46691/es.v1i29439

Apontadores

  • Não há apontadores.